Ir e vir: o que muda com a saída do Reino Unido da UE?

Veja mais sobre os impactos do Brexit na vida dos europeus e residentes.

O Brexit, ou saída britânica, é a exclusão do Reino Unido da União Europeia. Todo o processo iniciou em 2016, mas a saída oficial ocorreu em janeiro de 2020 e só agora, em 2021, que podemos ver os primeiros frutos dessas mudanças.

O documento oficial com as novas regras para as relações comerciais, circulação de pessoas e limitação dos serviços, que antes ocorria livremente, foram detalhadas em mais de mil páginas.

A partir de agora, europeus e britânicos não contam mais com as mesmas liberdades de antes. Veja as principais consequências do Brexit: 

  • Os europeus poderão continuar viajando sem visto apenas para estadias curtas. As viagens longas e por motivo de trabalho só mediante o visto. No caso dos britânicos, eles só podem permanecer em território da UE por no máximo 90 dias em um período de 180 dias consecutivos. 
  • Não poderão mais entrar no Reino Unido com carteira de identidade a partir de outubro de 2021, a menos que tenham formalizado seu status de residente — neste caso, não haverá alterações até 2025. Os demais terão que apresentar seu passaporte.
  • Não haverá tarifas adicionais entre exportações e importações, mas serão impostos controles de segurança na alfândega, o que pode atrasar a troca de mercadorias.
  • Também serão impostos limites aos itens que cada cidadão pode levar consigo de um lugar para o outro — e os “passaportes europeus” para animais de estimação não serão mais válidos no Reino Unido.
  • Questões de segurança, compartilhamento de dados e segurança também sofreram mudanças.

Acompanhe o Blog da BT// e fique por dentro de todas as novidades da vida na Europa.

Fonte: BBC News Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.